Critica | Eu Me Importo (Netflix, 2021)

Resenha Critica do filme Eu me Importo (I Care a Lot – Netflix, 2021). Sinopse: Uma curadora rouba dos clientes idosos sob seus cuidados. Mas sua última vítima guarda uma surpresinha que pode acabar com o esquema.

Critica | Eu Me Importo (Netflix, 2021)

Eu Me Importo

“Eu me importo” entrega uma narrativa composta por um tom meio acido e até sátiro, em cima de uma história preocupante, o que pode causar revolta em alguns mas o filme consegue sim deixar bem claro as motivações de sua protagonista e tudo que ela se propõe a fazer é válido e coerente para ela pelo o que é apresentado.

Eu Me Importo

Boa parte dos acontecimentos são dosados com uma direção muito clara, o filme sabe exatamente onde quer chegar e intensifica cada vez mais os caminhos, deixando uma característica bem clara de filmes de espionagem, que é o que mais chama atenção durante a narrativa, essa parodia realizada. Da para entender melhor tudo que acontece, se não for levado tão a sério e entendido como uma comédia acida.

Eu Me Importo

Não tem o que falar das atuações, com Rosamund Pike e Peter Dinklage no filme, os dois estão excelentes como sempre.

Em alguns momentos a montagem é inteligente e as luzes neon, por mais clichês que sejam, funcionam bem na proposta de unir o que já é conhecido com a ideia de realizar uma sátira disso. “Eu me importo” se importa em entregar um thriller envolvente, com uma protagonista forte em um universo quase irreal de tão conveniente para ela, o que é ótimo para quem entendeu.

Eu Me Importo

Eu Me Importo

Eu Me Importo