Critica | Monster Hunter (Paul W. S. Anderson, 2021)

Resenha Critica do filme Monster Hunter (2021). Sinopse: A tenente Artemis e seus soldados são transportados para um novo mundo. Lá, eles se envolvem em batalhas imponentes, buscando desesperadamente a sobrevivência contra bestas gigantes portadoras de habilidades surreais.

Critica | Monster Hunter (Paul W. S. Anderson, 2021)

Monster Hunter

Temos aqui mais uma adaptação de jogo, Monster Hunter é protagonizado por Milla Jovovich e tem a direção de Paul W.S. Anderson, a dupla já é conhecida pela franquia Resident Evil, e não atoa Monster Hunter lembra bastante alguns dos filmes, chegando a ter cenas bem semelhantes, a ponto de soar como um plagio de si mesmo.

Monster Hunter

Monster Hunter procura ser um filme de ação bem enérgico, tendo poucas cenas calmas e da destaque principalmente para Milla Jovovich enfrentando os monstros ao lado de Tony Jaa.

O som do filme é bem marcado, da para notar como o diretor tenta transformar qualquer coisa em algo épico, algumas vezes funciona outras não.

Monster Hunter

Para quem viu “Resident Evil 6: O Capitulo Final“, fica difícil não comparar as muitas semelhanças, tanto no elenco e direção, como no visual e monstros do filme.

Quase no começo do filme, existe uma cena que seria muito arriscada, porém, é corajosa e funcionaria muito como uma quebra de expectativa, uma pena que logo depois o roteiro joga tudo no lixo e acompanhamos Milla sendo imortal como sempre, mesmo sofrendo fraturas graves, a personagem continua como se não fosse humana, isso seria facilmente justificável em Resident Evil, aqui soa caricato.

Monster Hunter

Monster Hunter