O Caso Richard Jewell (2019) | Critica do filme

O Caso Richard Jewell (2019) | Critica do filme

Baseado em um evento real, “O Caso Richard Jewell“, brinca com a dualidade de seu protagonista. Clint Eastwood, é quem comanda a direção do longa, ele tenta passar seu ponto de vista parcial com muita clareza, limpando como pode, a imagem de Richard Jewell (Paul Walter Hauser) e deixando manchada as pessoas que foram a principal causa de todo o circo formado em torno dele.

Richard Jewell

Minha Mãe é uma Peça 3 (2019) – Critica do Filme

Frozen 2: Não é memorável quanto o primeiro mas é uma ótima sequencia – Critica do Filme

Daybreak 1ª Temporada (Serie Netflix, 2019) – Critica

Um atentado acontecido em 1996 em Atlanta, causou a morte de 2 pessoas e mais de 100 feridas. A fatalidade teria sido maior se não fosse pela ajuda de Richard Jewell, um aspirante a policial, que estava trabalhando como segurança naquela noite, ele avisa sobre uma mochila suspeita deixada no local, dando tempo de afastar o máximo de pessoas possível e salvando muitas vidas. Ele é então tido como herói nacional, até que a narrativa volta contra ele.

Clint e seus heróis

Richard Jewell

Clint Eastwood esta seguindo com essa pegada de realizar filmes sobre heróis nacionais dos Estados Unidos. Ele já realizou o longa “Sully – O Herói do Rio Hudson“, estrelado por Tom Hanks, conta a história de um piloto de avião que salva mais de 100 pessoas de um acidente aéreo, realizando um pouso forçado no rio Hudson, mesmo assim, ele ainda sofre com um rigoroso julgamento interno coordenado pela agência de regulação aérea nos Estados Unidos.

Richard Jewell

Muitos questionamentos são levantados mas o principal é: Porque aquela mochila foi parar ali? e porque Jewell foi o primeiro a reportar-la? Pelo modo como Jewell se comporta e todo seu histórico, ele acaba sendo o principal suspeito inevitavelmente. As coisas se complicam mesmo depois que a repórter Kathy Scruggs (Olivia Wilde) vaza sobre as investigações. O roteiro faz questão de apresentar essa personagem real como uma das principais responsáveis por manchar a imagem de uma pessoa inocente.

Richard Jewell

O método que a policia utiliza para conseguir e até mesmo implantar informações é algo que por incrível que pareça é bastante comum, e no filme é retratado de forma bem direta. No final das contas, eles não tinham nada para acusar Richard Jewell, e estavam apenas querendo um culpado para apresentar a imprensa, dando a impressão de que o caso foi encerrado e de que a policia fez um bom trabalho.

Desempenho do elenco

Richard Jewell

Sam Rockwell é o advocado de Richard Jewell, muito confortável no papel, ele convence como um advogado que passa de alguém que não tem confiança em seu cliente para alguém que acredita verdadeiramente. Mesmo não sendo uma atuação tão memorável, ele se sai bem no que é proposto.

Richard Jewell

Olivia Wilde começa como um dos principais fatores do caso mas depois é deixada de escanteio e não tem um desfecho digno.

Jon Hamm já tem uma postura sombria de um vilão, e seu papel no filme demonstra isso. Todo seu cinismo e metodologia são aplicados como se tivesse alguma ética, agindo como se fosse acima da lei.

Richard Jewell

Paul Walter Hauser, vive Richard Jewell com muita verdade, ele entrega de fato uma pessoa inocente, e que a pesar do histórico conturbado, mostra-se ser bom e sempre busca ajudar os outros. Ele sente que nasceu para ser policial e mesmo que não consiga de fato exercer a profissão, busca em vertentes da mesma, uma maneira de representar a lei. A total devoção que Richard tem com sua profissão e colegas é algo muito absurdo e muitas vezes é explorado por isso, e ingenuamente não percebe. A personalidade infantilizada dele é bastante utilizada durante a trama.

Richard Jewell

Khaty Bates é o que da o emocional do filme, vivendo a mãe de Richard, Barbara “Bobi” Jewell. Quase todas as cenas em que Bates aparece, são de emocionar, pois ela vive uma mãe orgulhosa de seu filho, que sempre acreditou no seu potencial, por mais que dissessem ao contrário. Ela logo depois se depara com seu pior pesadelo, ver o filho sendo acuso de algo que não fez, e passando de herói para vilão. Khaty Bates protagoniza a melhor cena do filme, um discurso de uma mãe em desespero por não saber como ajudar o filho.

Richard Jewell

Resumo

O longa encerra com um desfecho de que Richard Jewell é inocente, porém, nem todas as questões são respondidas. Clint Eastwood deixa claro seu posicionamento, e não resta dúvida para ele de que Jewell é inocente, por isso, mesmo que com algumas pendencias, o filme acaba com um ar de que a justiça foi feita.

Richard Jewell

Richard Jewell