Critica | Não Me Mate (2022)

Resenha critica do filme do filme Não Me Mate (Don’t Kill Me, 2022). Sinopse: Mirta, uma jovem de 19 anos, morre junto com seu namorado Robin por conta de uma overdose de drogas. Porém, ela acorda como se nada tivesse acontecido, mas agora ela descobre que precisa comer outros humanos para poder viver.

Critica Não Me Mate (2022)

Critica Não Me Mate

Uma versão menos gostosa de ‘Crepúsculo’. Esse filme certamente tentou ser uma versão atualizada de ‘Crepúsculo’ e acabou falhando miseravelmente, o pior de tudo é que não seria muito difícil replicar aquela história, mas a ideia aqui talvez seja criar um tom sofisticado, um alhar gourmetizado, uma versão quase que conceitual demais, o que nunca convence. Daria pra imaginar mil situações para o desenrolar dessa história, mas o roteiro desse filme é tão preguiçoso, que nem apelando para trilha sonora e os efeitos em neon ajudou. De fato a única coisa minimente interessante é a trilha, por usar sintetizadores, soando meio oitentista, a primeira cena do filme já começa com uma música do The Weeknd, ‘Blinding Lights’, que acredito eu estar cedo demais para ser usada em algum filme.

Critica Não Me Mate

O mais triste é saber que o filme tinha potencial, mas ele faz tantas apostas em tão pouco tempo, que nem entender ele como um trash funciona, pois se leva a sério demais.

Critica Não Me Mate

No inicio temos uma narrativa lenta, quase parando, que mesmo fraca consegue ser instigante, a metade do filme é realmente torturando de tão maçante, e um dos pontos positivos são as transições com o tempo atual e o flashback, mas essas transições são usadas massivamente, o que desgasta com o tempo.

Critica Não Me Mate

A terceira parte do filme tem mais ação, mas nem por isso o filme engata, continua o mesmo marasmo e ainda por cima destoa demais com o que foi construído até ali, é uma grande mistura onde nada se conversa, muito fraco e que tem a cara de pau de encerrar com uma possivel ideia de sequencia, com frase de efeito e tudo.

Nota