Critica | Amor, Sublime Amor (2022)

Resenha critica do filme Amor, Sublime Amor (2022). Sinopse: No lado oeste da cidade de Nova York, os Jets e os Sharks são gangues polonesas e porto-riquenhas, respectivamente, que se odeiam e lutam entre si para dominar o território em seu bairro. A briga se intensifica quando os dois líderes das gangues rivais se apaixonam, transformando o cenário em uma total tragédia.

Critica Amor, Sublime Amor (2022)

critica amor sublime amor

Amor, Sublime Amor‘ é um remake de um musical que na época já tinha muitos problemas e que foi trazido para os dias de hoje mas sem muita imaginação além do bom trabalho visual, tirando isso não existe roteiro, não existe canções boas, não existe carisma, é um musical vazio de sentimento e minuciosamente calculado para gerar uma falsa energia comum dos musicais, mas que aqui essa energia nunca chega.

critica amor sublime amor

É muito difícil segurar uma narrativa inteira com a maioria dos atores sem nenhum carisma de ser humano comum, parecendo até que foram feitos em argila de tão duros e bem coreografados, pela proposta do filme é até louco pensar isso, já que os personagens deveriam ser os mais humanos possíveis. Claro que existem exceções como a atriz Ariana DeBose que possui talvez o melhor numero musical do filme.

critica amor sublime amor

Visualmente não tem o que falar, o filme é um espetáculo, literalmente. A fotografia é um trabalho de mestre, sabendo juntar bem as dinâmicas musicais com os ambientes, todo o trabalho de direção de arte é de encher os olhos, é quase uma peça de teatro ambulante ao ar livre, talvez tenha sido essa a ideia, transportar o teatro musical para as temas do cinema. Uma pena que para mim não conseguiram adaptar de um jeito que funcione narrativamente na tela grande. Todo o cuidado para soar tudo o mais limpo e pasteurizado possivel, acabou soando datado e tirando a vida de ‘Amor, Sublime amor‘.

Nota