Critica | A Desordem que Ficou (2020)

Resenha Critica da série A Desordem que Ficou (2020). Minissérie da Netflix. Sinopse: Uma professora começa a lecionar em uma escola e é atormentada por uma morte recente no local. Agora, é sua própria vida que está em jogo.

Critica | A Desordem que Ficou (2020)

Os Piores Filmes de 2020, Confira

Critica | A Moça da Limpeza (The Cleaning Lady, 2019)

Critica | Deus Não Está Morto (2014)

A Desordem que Ficou

Depois do sucesso que o ator Arón Piper fez na série Elite, até demorou para a Netflix lançar mais algum projeto com a participação dele. A Desordem que Ficou tem apenas 8 episódios e é uma minissérie, então você não precisa se comprometer muito pois é uma história fechado com começo, meio e fim. A trama é composta por muito mistério, assassinato, intrigas familiares e desavensas escolares entre professor e aluno.

A Desordem que Ficou

Apesar da série usar a imagem do ator Arón Piper para divulgação, ele não é o protagonista, acompanhamos a professora Raquel, vivida por Inma Cuesta, que fez o excelente filme Viver Duas Vezes disponivel na Netflix. Ela tem a missão de preencher a vaga de uma professora que téoricamente cometeu suicídio e alguns dos alunos estão dispostos a tornar tudo ainda mais dificil para ela.

A Desordem que Ficou

A Desordem que Ficou possui uma narrativa lenta e sombria, mesmo que boa parte da trama se passe em uma escola, as cores frias e as muitas conspirações ajudam o ambiente a ganhar um aspecto hostil. É uma boa série de suspense que vale a pena conferir.

A Desordem que Ficou

Reply