Meninas Malvadas (2024): Leia a critica do filme

Resenha critica do filme Meninas Malvadas (2024) Sinopse: A trama segue Cady Heron, uma jovem que se muda para os EUA, enfrentando desafios ao tentar se encaixar em um novo colégio. Ao conhecer o grupo popular liderado por Regina George, a situação rapidamente foge do controle, especialmente quando Cady se apaixona pelo menino errado.

Critica do filme Meninas Malvadas (2024)

Meninas Malvadas, lançado em 2004, já é considerado um filme clássico para muita gente. Ele é lembrado e admirado até hoje. Era de se esperar que algo novo viesse por aí, talvez uma continuação, mas o estúdio optou por uma abordagem diferente: transformá-lo em um musical, assim como na Broadway. Mas será que essa escolha foi acertada?

Para quem gosta de musicais, o filme acerta nas músicas ao longo da narrativa. Todas elas se encaixam bem e a montagem brinca de forma inteligente com as letras. Tudo parece fazer sentido e fluir bem. No entanto, para quem não curte musicais, pode ser uma experiência cansativa, já que as canções se sucedem rapidamente, uma atrás da outra.

O filme pode ser apreciado por si só, mas fica claro que houve um esforço em homenagear o original. Cenas memoráveis e rostos conhecidos são trazidos de volta, com participações especiais de atores da época do lançamento do filme.

O ponto forte do filme é o humor. É engraçado a ponto de arrancar risadas involuntárias. As piadas são bem construídas e muitas delas trazem novidades à trama original. Portanto, é uma experiência divertida.

Contudo, o elenco é um ponto fraco. Embora os atores desempenhem bem seus papéis, a dinâmica entre eles deixa a desejar. Muitos personagens parecem deslocados e sem propósito, dificultando a conexão com a protagonista, Cady (Angourie Rice), e a vilã icônica, Regina George (Reneé Rapp). O destaque positivo vai para Bebe Wood, que interpreta Gretchen.

Meninas Malvadas‘, na sua versão musical, é uma surpresa agradável. Com seu humor afiado e boas cenas musicais, o filme é uma adaptação divertida.




Reply

Deixe uma resposta