Critica | O Rei Leão (2019) – Vazio e esquecível

Critica O Rei Leão

Critica O Rei Leão – A história é exatamente a mesma do original, existe pequenas alterações que são quase imperceptíveis. A qualidade técnica é inquestionável, é quase impossível notar a utilização de CGI para criar os animais e sem dúvida isso deve render a uma indicação ao Oscar ano que vem.

critica o rei leão

Simba idolatra seu pai, Rei Mufasa, e leva a sério seu futuro real. Mas nem todos do reino celebram sua chegada. Scar, o irmão de Mufasa e anterior herdeiro do trono, tem seus próprios planos. A batalha pela Pedra do Reino será repleta de traições, tragédia e drama, resultando no exilo de Simba. Com ajuda de uma curiosa dupla de novos amigos, Simba deverá descobrir como crescer e tomar o que é seu por direito.

Critica | Olhos que condenam (When They See Us) – 2019

Critica | Mistério no Mediterrâneo (Murder Mystery) – 2019

Critica | Shaft (2019) – Um filme genérico e esquecível

critica o rei leão

Em relação ao tom do filme, é esquisito classificar, pois ele se entende como drama mas não consegue passar nenhuma emoção real, a falta de expressividade é o que deve ter deixado boa parte das cenas vazias e sem significado.

critica o rei leão

Ficou claro que o intuito mesmo é faturar em cima desse remake pois o esforço em criar algo minimamente bom não existe. O primeiro longa de 1994 marcou uma geração e é lembrando até hoje como um grande clássico, já essa nova versão de 2019 não conseguiu nem ser grandioso a altura do original, só conseguiu ser medíocre e completamente esquecível, mediano mesmo, algo que para “O Rei Leão” deveria ser muito mais.

critica o rei leão

Assistir a esse filme é exatamente como assistir a um programa sobre a vida animal, só que foi colocado uma música por cima, mas a monotonia da rotina dos animais se mantém, mesmo com uma música super empolgante de fundo. As músicas não se encaixam de jeito nenhum as cenas. Os únicos personagens que se salvam são Timão e Pumba, que assim como na animação original são o destaque.

Nota: 4/10