Critica | Nomadland (Chloé Zhao, 2021)

Resenha Critica do filme Nomadland (Chloé Zhao, 2021). Sinopse: Uma mulher na casa dos 60 anos que, depois de perder tudo na Grande Recessão, embarca em uma viagem pelo Oeste americano, vivendo como uma nômade moderna.

Critica | Nomadland (Chloé Zhao, 2021)

Nomadland

Baseado no livro de mesmo nome, Nomadland acompanha a história de Fern vivendo sua rotina como nômade, viajando pelo país, trabalhando em empregos temporários e conhecendo pessoas como ela, depois da crise de 2008 nos Estados Unidos. O longa aborda uma trama muito particular dos Estados Unidos e por isso não deve ser de fácil identificação para a maioria dos espectadores.

Nomadland

Com uma narrativa bem particular, a direção de Chloé Zhao bebe da fonte de “Domando o Destino” de 2017, que é seu filme anterior, que diga-se de passagem é bem melhor do que esse, acompanhando uma história simples e apenas observando o desenrolar dos acontecimentos. Funciona quase como um documentário já que apenas Frances McDormand e David Strathairn são atores, o resto do elenco é composto por pessoas reais vivendo elas mesmas.

Nomadland

O filme é todo na visão da personagem de Frances McDormand, e os acontecimentos são direcionados conforme ela vai guiando, não existe uma abordagem muito clara da trama, somos conduzidos a uma jornada de rotina, onde descobrimos histórias e vivencias de quem vive em vans e percorrendo o país, alguns sem escolha e outros por esporte.

Nomadland

A Trilha Sonora é o que mais encanta no filme, como também a paisagem natural que garante um conjunto lindo da fotografia, seguido da brilhante atuação de Frances McDormand, que quase da para sentir que ela esta apenas vivendo aquilo, além da ótima direção de Chlóe Zhao.

Nomadland

Reply