Critica | O Trote (Goat, filme de Andrew Neel, 2016)

Resenha Critica do filme O Trote (Goat, 2016). Direção de Andrew Neel e estrelado por Nick Jonas, Ben Schnetzer e James Franco. Sinopse: Após ser agredido, Brad Land (Ben Schnetzer) começa a faculdade pronto para superar o passado. Seu irmão, Brett (Nick Jonas), faz parte de uma fraternidade da qual Brad quer participar. Brett tem preocupações. Enquanto faz o juramento, cada humilhação nova ameaça destruir sua relação com o irmão.

Critica | O Trote (Goat, filme de Andrew Neel, 2016)

Os Piores Filmes de 2020, Confira

Critica | Era uma vez um sonho (Hillbilly Elegy, 2020)

Critica | Soul (Disney Plus, 2020)

O Trote

Um filme que busca falar sobre traumas e equipará-los. A ideia é justamente mostrar que você pode ser forte mesmo não sabendo disso, e que as vezes você não precisa bancar o bom moço, se a situação pede é claro. O filme chega a passar por essas reflexões mas acaba boa parte dele sendo de cenas gratuitas de trotes expositivos que no fundo só é usado para o entretenimento de quem assiste e pensa igual os executores.

O Trote

A ideia de pertencimento também existe, o que você faria para ser parte de algo maior? O que te define como individuo social em uma perceptiva acadêmica? A resolução para toda a trama parece ser bem simples, vendo que nada em tela é aceitável mas mesmo assim os personagens mostram-se sujeitos a tudo, o que chega a ser ainda mais preocupante quando pensamos que isso realmente existe na vida real.

O Trote

Nem da para notar muito que a participação de Nick Jonas foi, não só para atrair publico, como coloca-lo pelado durante o filme, pois seu personagem é pouco aproveitado em relação a sua importância para o protagonista, o que não faz muito sentido essa escolha.

O Trote

Essa trama pode talvez servir como algum tipo de estudo comportamental sobre fraternidades nos Estados Unidos, e como talvez uma visão sobre superar traumas colocando outros no lugar.

O Trote

Reply