Critica | Eu Sou Mais Eu (com Kéfera Buchmann, 2019)

Resenha Critica do filme nacional Eu Sou Mais Eu (2019), estrelado por Kefera. Sinopse: Camila Mendes (Kéfera Buchmann) é uma jovem cantora soberba, que não se importa em tratar mal as pessoas. Certa vez, uma fã invade sua casa e, após estranhos episódios, a garota acorda em uma vida completamente diferente. Sem fama, sem popularidade na escola e sem o namorado perfeito, ela precisa enfrentar os desafios de uma jovem anônima e redescobrir os valores que deixou para trás.

Critica | Eu Sou Mais Eu (com Kéfera Buchmann, 2019)

TENET

Ordem cronologica Marvel

Jake Gyllenhaal Filmes

Eu Sou Mais Eu

Eu sou mais eu é a soma de todos os clichês possíveis de filmes adolescentes estadunidenses que passavam na sessão da tarde nos anos 2000. A história é basicamente inspirada em De Repente 30, mas em vez de ir para 30 anos no futuro, a personagem vai ao passado e revive sua pior época, o ensino médio. Só que agora ela tem a vantagem de ter o conhecimento que não tinha na época e com isso pode tentar alterar algumas coisas que não deram certo.

Eu Sou Mais Eu

Kefera não é uma atriz que consegue passar por momentos dramáticos e convincentes, mas quando se trata de mostrar o pior de sua personagem ela tira de letra, mesmo sendo bastante caricata, assim como todo o resto dos personagens são.

Eu Sou Mais Eu

O filme deixa muitas pontas soltas e personagens sem motivo ou explicação de existir, isso incomoda bastante mas o roteiro não liga muito para isso e segue como se estivesse tudo normal.

A mensagem do filme é sobre não deixar de ser quem você é de verdade para formar uma imagem que agrade aos outros, quem gosta de você vai continuar do seu lado independente disso, a moral clássica dos filmes adolescentes.

Eu Sou Mais Eu

Eu sou mais eu é um filme que consegue entreter por mostrar muitas referencias do começo dos anos 2000, cmo músicas, costumes e objetos, vale pela nostalgia da época.

Reply