A Maldição da Mansão Bly não é uma história de terror?

Bom, não muito diferente da primeira temporada de A Maldição da Residência Hill, A Maldição da Mansão Bly não é uma história de terror, ou pelo menos não o terror que fomos condicionados a perceber. Claro, muitas pessoas foram assistir a essa temporada esperando que fosse terror e que tivesse muitos sustos e coisas do tipo, se você foi uma dessas pessoas, provavelmente saiu bastante frustrado, mas isso foi culpa da série ou sua?

A Maldição da Mansão Bly não é uma história de terror?

A Maldição da Mansão Bly

TENET

Ordem cronologica Marvel

A Maldição da Mansão Bly não é uma história de terror

A Maldição da Residência Hill, vendido desde o começo como um drama familiar e não só conseguiu cumprir esse requisito, como também chegou a surpreender por conta da história envolvente, personagens interessantes, alguns jumpscares (susto causado pelo pela mudança repentina da imagem, evento e som repentino), a qualidade técnica de muitas cenas e principalmente os inúmeros plotwists (quando a história muda radicalmente, alterando a perspectiva do espectador.

A Maldição da Mansão Bly não é uma história de terror

Em A Maldição da Mansão Bly, a série já começa se vendendo como um terror, desde toda a divulgação como também avaliações emocionadas de pessoas que já tinham visto a série. Assim como aconteceu com O Mal Não Espera a Noite – Midsommar, que foi vendido como um terror avassalador que surpreenderia muita gente, mas acabou decepcionando o grande público por ser um terror dito como o “pós-terror”, que precisa de uma absorção maior da narrativa para compreender toda a grandiosidade da obra. Mas até ai o público foi tecnicamente enganado por uma falsa divulgação de um filme que não era exatamente aquilo que vendiam e assim foi com A Maldição da Mansão Bly.

A Maldição da Mansão Bly não é uma história de terror

A própria série afirma em seu desfecho, que toda a história é sobre amor e não sobre fantasmas. Mas acredito que para uma melhor absorção da proposta, o público precisa estar ciente disso e não ter a atenção desviada para algo que nunca é entregue. É como ir assistir uma comédia que só tem drama, um filme de temática LGBT que só tem casal hetero ou um filme de ação com todas as cenas mostrando pessoas meditando. Um filme ou uma série, precisa deixar claro sobre qual é a sua abordagem, é muito diferente falar disse e comparar com o plotwits por exemplo, que são duas coisas diferentes.

A Maldição da Mansão Bly não é uma história de terror

Um plotwist, a história central não é alterada, toda a carga construída até esse momento é fundamental para o desfecho onde a trama é elevada por causa da quebra de expectativa. Já quando você não indica ao expectador do que a história vai tratar ou melhor, quando você diz que a história será de um jeito mas entrega outro, você não esta exercendo a quebra de expectativa, ou pelo menos a quebra de expectativa “esperada”, a que funciona, a que faz sentido com o todo, você só esta mentindo para garantir uma audiência que possivelmente não teria interesse se não fosse por essa semente plantada, a semente da recompensa, que o único fruto gerado é o do desapontamento.

A Maldição da Mansão Bly não é uma história de terror

Por outro lado, A Maldição da Mansão Bly pode ter usado essa técnica de vender uma história de terror mas entregar um romance, justamente para desviar a atenção de uma história fraca, que não funciona sozinha, sem ter esse apoio criado para cativar pequenos nichos que juntos fazem muito barulho, dando a impressão de que a série é de fato muito boa, garantindo novos espectadores que iram assistir por causa dessa ideia de que a temporada foi boa por ser representativa, quando na verdade ela esta fugindo pela tangente e garantindo um público alvo que caiu direitinho nesse “conto de amor”.

A Maldição da Mansão Bly não é uma história de terror

A Maldição da Mansão Bly não é uma história de terror

A Maldição da Mansão Bly não é uma história de terror

A Maldição da Mansão Bly não é uma história de terror

A Maldição da Mansão Bly não é uma história de terror

Reply