Critica | Cabras da Peste (2021)

Resenha Critica do filme Cabras da Peste (2021). Sinopse: Dois policiais azarados se deparam com bandidos perigosos enquanto procuram a adorada cabra Celestina. Será que vai dar bode?

Critica | Cabras da Peste (2021)

Cabras da Peste

Não muito diferente das produções anteriores de Edmilson Filho, “Cabras da Peste” busca trazer os filmes de máfia para uma visão brasileiro, mas além disso uma visão cearense. Assim como nos outros filmes, o humor aqui é marcado por referencias regionais bem pontuadas, que só quem conhece vai entender por completo o que esta sendo dito pelo protagonista. Matheus Nachtergaele vive o parceiro de Edmilson no filme, trazendo uma postura ríspida durante todo a duração do longa, que não conversa em nada com seu personagem tímido e desastrado.

Cabras da Peste

Desde sempre, Edmilson Filho tenta trazer referencias e até cenas de luta para seus filmes, chegando até a realizar o filme “O Shaolin do Sertão” em 2016, o que nunca foi uma ideia bem aproveitada já que existe uma preocupação absurda em pontuar cada golpe como um aviso ao espectador de onde eles conhecem esses movimentos, quase como uma homenagem as vezes, e em “Cabras da Peste” existe cenas de luta que soam mais organicamente do que nas outras produções.

Cabras da Peste

É notável que existiu uma preocupação em retirar o máximo possivel de piadas homofobias do filme, já que nos anteriores isso tinha a rodo, o que acaba sendo não só desrespeitoso quanto desnecessariamente forçado. Aqui eles brincam com a relação homoafetiva em uma situação mas que não chega a desrespeitar, uma boa forma de fazer humor sem atacar ninguém.

Cabras da Peste

As participações do filme são interessantes, as piadas pontuais como a do terceiro ato onde existe uma luta acontecendo e em outra cena mostra a dificuldade com que o vilão esta fugindo, essa intercalação é o tipo de humor inteligência, que já é muito usado em outros filmes mas que faltava nessas produções.

Cabras da Peste

Reply