Critica | Volume Morto (2020): Misterioso e angustiante

Resenha Critica do filme Volume Morto (2020). Direção: Kauê Telloli. Sinopse: A professora Thamara (Fernando Vasconcellos) que percebe o comportamento incomum do aluno Gustavo. Para tentar entender o que acontece com o garoto em casa, ela convoca os pais de Gustavo, Luiza (Júlia Rabello) e Roberto (Daniel Infantini) para uma reunião.

Critica | Volume Morto (2020): Misterioso e angustiante

Series LGBT Netflix

Os Melhores filmes de todos os tempos

Filmes Telecine

volume morto

Uma trama envolvente, que cria um suspense que prende em uma história misteriosa e que vai ficando confusa a cada dialogo. Volume Morto é um longa que chama o espectador a querer saber mais do que esta acontecendo, mesmo que não exista uma resposta clara sobre nada.

volume morto

O clima sombrio e enigmático é todo construído pela personagem de Fernanda Vasconcellos, que constantemente passa um sentimento de culpa, medo e ausência em seu olhar.

Volume Morto é um filme sombrio, confuso e que da só algumas respostas durante a trama e que algumas delas talvez não sejam tão claras, isso pode incomodar pela ambiguidade. O final aberto para interpretações é a cereja do bolo para que o filme que já estava complicado de ser entendido, se torne ainda mais difícil.

volume morto

Com uma narrativa angustiante e misteriosa, o longa mantém o clima sombrio do começo até o fim.

Os atores conseguem garantir uma boa química entre si, conquistando o espectador a cada cena e seduzindo sobre o que vai acontecer a seguir. Não é uma história impressionante, o desfecho não surpreende mas ainda sim é um filme que instiga e consegue arrancar quem assisti da zona de conforto. Um suspense que vale a pena ser conferido.

volume morto

Volume Morto talvez fosse considerado um filme no estilo “pós-terror” mas como não é falado em língua inglesa, as pessoas não vão considerar isso, mesmo tendo todos os aspectos.

volume morto

Reply