Critica | Primos (Cousins) – 2019

Critica Primos (Cousins) – 2019

Critica – Primos, é um filme de temática LGBT que tenta abordar o tema de maneira mais leve do que o comum desse gênero, já que a maioria desses filmes tem um filme triste para os personagens, como é o caso de ‘The Normal Heart‘ e ‘O Segredo de Brokeback Mountain‘ por exemplo. O filme tenta usar de piadas e situações com a ajuda da trilha sonora também que apelam para o humor em muitos momentos, mas é um “humor” que chega a ser algo como rindo de nervoso.

Critica Primos

O jovem Lucas (Paulo Sousa) vive com a religiosa tia Lourdes (Juliana Zancanaro) em uma pacata cidade do interior. Ele ajuda a tia a promover os cultos com as beatas da região na sala de casa tocando os cânticos bíblicos em seu teclado. Porém esta vida pouco agitada está com os dias contados quando a caridosa tia anuncia a chegada de mais um sobrinho; Mário (Thiago Cazado), recém saído da cadeia. O choque de realidade entre os primos resumiria-se apenas em situações embaraçosas, não fosse a inesperada atração que acaba acontecendo entre os rapazes.

Critica Primos

Critica | Era Uma Vez em Hollywood (2019)

Critica | Velozes e Furiosos: Hobbs e Shaw (2019)

Critica | Privacidade Hackeada (The Great Hack) – 2019

Critica Primos

As atuações é algo que não tem como deixar passar batido, os protagonistas não estão bem, na verdade o elenco todo é fraco e talvez apenas a atriz Juliana Zancanaro que vive a tia do protagonista, tenha se saído bem. Esse foi o segundo filme dirigido pela dupla Mauro Carvalho e Thiago Cazado, que já trabalharam juntos também no longa ‘Sobre Nós’ de 2017. Além dos filmes, os dois já trabalharam juntos nos curtas “Tenho Local”, “Para Eric”, “WC Masculino” e “Gorjetas”.

Critica Primos

O primeiro ato é bem extenso, chega a tomar conta da maior parte do filme. O desenvolvimento entre os dois é o que ocupa o maior tempo de tela. O conflito sobre o descobrimento da relação entre eles é descoberta de forma cômica e destoante, o filme não sabe se quer ser um romance, ou uma comedia pastelão. Existe muita nudez frontal e acaba sendo algo apelativo já que o roteiro não é instigante suficiente para prender o público, talvez tenha sido proposital para manter a audiência atenta.

Critica Primos

O conflito final é resolvido muito rápido, porém não é algo que seja prejudicial, na verdade acaba quebrando a expectativa pelo que se espera de situações parecidas a essa. o filme tem outra quebra de expectativa nesse sentido, quando tem uma cena onde a tia do protagonista chega em casa e encontra ele dormindo com seu primo na cama e acha a união dos dois bonita, isso foi um mérito para o roteiro, que ficou melhor depois da cena final quando a tia releva que já sabia de tudo, isso justifica muita coisa que foi ignorada durante a trama.

Direção: Mauro Carvalho e Thiago Cazado

Roteiro: Thiago Cazado

Direção de Fotografia: Mauro Carvalho

Elenco: Thiago Cazado, Paulo Sousa, Juliana Zancanaro, Denis Camargo, Eduarda Esteves, Carmem Lutcha

Som Direto: Diego Henrique

Produção Executiva: Alessandro Costa

Assistentes de Direção: Cintia Brito, Weyllam Lima, Wanderley Mendes, Bruno Gomes

Direção de Arte: Yohanna Mascarenhas