Critica | A Origem (Inception, 2010)

Resenha Critica do filme A Origem (Inception, 2010), direção de Christopher Nolan, no elenco tem Leonardo DiCaprio, Joseph Gordon-Levitt, Tom Hardy, Cillian Murphy, Michael Caine, Ken Watanabe e Marion Cotillard. Sinopse: Um homem cria um serviço de espionagem que entra no subconsciente de seus alvos para moldar seus pensamentos.

Critica | A Origem (Inception, 2010)

Borat: Fita de Cinema Seguinte

Filmes LGBT

Globoplay

A Origem

Nolan é um diretor inventivo, que costuma abordar em seus filmes, dramas familiares, perspectiva da realidade e ideias relacionadas ao tempo, como o tempo funciona e do que ele é capaz. Em A Origem o diretor mergulha nessa aventura pelos sonhos, e apresenta um conceito de “hackear sonhos”.

A Origem

É interessante como o filme apresenta o fato de uma ideia poder ser implantada, fazendo a gente questionar sobre nossas ações e escolhas. Até que ponto uma escolha esta sendo natural ou manipulada?

A Origem

Com um elenco de peso, o filme divide bem a atenção para os atores e consegue manter toda a narrativa em pro deles, todos tem o seu devido destaque. Os atores estão ótimos, mas as vezes parece que alguns personagens poderiam não estar ali que não teria muita diferença na história, cada um deles possuem uma função única, para dar a impressão de indispensável, mas que claramente são funções que uma só pessoa poderia ser atribuída.

A Origem

Pode ter sido proposital, mas o filme é um pouco longo e isso as vezes pode soar cansativo por não ir direto ao ponto, mas se tratando de um filme que relaciona a noção de tempo, até que faz sentido.

A Origem deixa uma questão no ar, sobre o que é real e o que parece ser real, será que temos o total controle do nosso tempo? Nossa vida está passando rápido demais ou demorando muito pra acabar? As vezes ela já acabou e não percebemos…Várias interpretações sobre uma coisa só e tudo resumido em aproveitar o hoje. No fim, tudo que restam são lembranças.

A Origem

A Origem

A Origem

A Origem

A Origem

Reply