Critica | Love Victor 1ª Temporada (2020)

Resenha Critica da 1ª temporada da serie Love Victor. O seriado é original da Hulu e baseada no filme Com amor, Simon. Comentários sobre a história e principais momentos da temporada. Love, Victor tem 10 episódios e foi lançada em 2020, a trama é uma continuação direta do filme, com participações especiais de alguns personagens do filme.

Critica | Love Victor 1ª Temporada (2020)

Critica | Control Z 1ª Temporada (Serie Netflix, 2020)

Dicas de filmes para assistir na Netflix

Saiba quando Pretty Little Liars será removido da Netflix

Love Victor

O grande mérito de “Love, Victor” é se passar no mesmo universo de “Love, Simon” e ser uma continuação do filme, tirando isso, não resta muita coisa aproveitável. Se fosse uma série como qualquer outra, mostrando situações rotineiras de personagens aleatoriamente, poderia ate funcionar bem, mas a série tem um falso “click bait” de que vai tratar da história de um cara que esta se descobrindo gay. Entretanto, em 10 episódios de temporada, Victor só foi dar o primeiro beijo em um homem no episódio 7, antes disso a série teima em destacar demais personagens secundários e ignora que existe um protagonista. E ainda mais, ignora propositalmente vários possíveis romances homoafetivos que ele poderia ter, e simplesmente grudam o personagem em uma namorada que não faz sentido nenhum e não acrescenta em nada na narrativa.

Love Victor

A maior prova de que a série boicota os flertes de Victor com outros homens, é mostrar o primeiro beijo gay apenas no final do episódio 7 e depois disso inventam de colocar o personagem o mais longe possivel do cara que ele beijou, de graça, apenas para não focar no romance gay, o que não tem lógica pelo que a série se vende.

Love Victor

É interessante ver o contato com mensagens que Victor e Simon tem durante toda a temporada, é uma ótima jogada para segurar o máximo possivel quem é fã do filme. As participações especiais também valem a pena mas são todas mostradas sem contexto, ficou claro que é usado apenas como fanservice.

Final agridoce

Love Victor

O final é carregado com um sentimento de vergonha alheia com satisfação, pois tudo que deveria ter acontecido em 10 episódios, acontece em apenas um. As motivações de Victor só mostra que ele é o vilão da própria história, todas as suas ações, quem no seu ponto de vista seria para ajudar quem ele ama, na verdade só piora tudo, e são coisas muito obvias que poderiam facilmente ter sido evitadas.

Love Victor

A série poderia ter se encaminhado do jeito que estava indo se estivesse estabelecido que Victor é bissexual, mas isso não é apontado em nenhum momento, é deixado claro que ele é gay. Apesar do desconforto constante em diversas decisões do protagonista, “Love, Victor” consegue encerrar de forma satisfatória.

Reply