Thor Amor e Trovão (2022) | Critica

Resenha critica do filme Thor Amor e Trovão (2022). Sinopse: Após os eventos de Vingadores: Ultimato (2019), Thor tenta encontrar a paz interior, mas precisa retornar à ação e recrutar Valquíria, Korg e Jane Foster, que se tornou a Poderosa Thor, para impedir Gorr, o Carniceiro de Deuses, de eliminar todos os deuses.

audiencia da tv

resenha critica

bastidores da tv

tudo tv

Últimas noticias

resumo das novelas

Noticias dos famosos

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão (2022) | Critica

Thor é um personagem que nunca se encontrou de fato nos filmes da Marvel. Com dois longas bem medianos para ruins, o personagem só veio aparecer de verdade em seu terceiro filme, ‘Thor: Ragnarok‘, e tudo graças a Taika Waititi, que conseguiu acertar o tom que o deus Asgardiano, um tom que divide opiniões mas que funcionou bastante. O quarto filme do personagem chega aos cinemas na fase mais fraca da Marvel Studios, onde nenhum lançamento consegue ter um verdadeiro impacto, como alguns dos filmes anteriores, além disso, chega com a promessa de apresentar uma nova versão de Thor, vivida por Natalie Portman. O anúncio da participação de Portman no filme foi realmente algo impactante na época, ninguém esperava que a atriz fosse voltar para o universo da Marvel e ainda mais vestindo o manto da Poderosa Thor.

Thor Amor e Trovão

Anos se passaram e essa novidade acabou saturando, se desgastando, e toda ideia de ter ela no filme acabou soando algo simples demais, e o resultado final disso acaba sendo ainda mais fraco, no filme a personagem até que funciona mas não chega a ser grande coisa. Toda ideia por trás de um quarto filme, o subtítulo: “Amor e Trovão”, passa a ser algo requentado, datado, parece que Marvel está rodando em círculos, não tem mais para onde ir e as únicas saídas possíveis é repetir uma fórmula que até então não é mais viável, pelo menos para quem espera algo de diferente por que os fãs vão aceitar qualquer coisa assim mesmo.

Thor Amor e Trovão

Thor: Ragnarok’ é um filme que de certa forma consegue trazer uma novidade não só para o personagem mas para os filmes da Marvel, é uma produção bem autoral, foge da curva e ao mesmo tempo continua sendo uma típica aventura Marvel, já ‘Thor: Amor e Trovão’ é uma produção maçante, repetitiva, saturada, pega pela piada que já foi contada, parece aquele tiozão que não entende que já chega, que não tá sendo engraçado, é um filme de uma aventura da semana, sem muitas consequências e praticamente nada de impactante, com um final tão anticlimático que consegue ser tão morno quanto as duas cenas pós-créditos seguintes. Marvel está a cada dia se afogando na própria fórmula e esconder um roteiro péssimo com uma enxurrada de piadas não está mais funcionando.

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão

Thor Amor e Trovão