American Horror Stories: Ba’al (2021) | Critica

Resenha Critica da série American Horror Stories: Ba’al (2021). Derivado de American Horror Story. Sinopse: Liv recebe um totem da recepcionista em uma clínica de fertilidade coma promessa de que ficará gravida. Dezesseis meses depois, Liv está sofrendo de depressão pós-parto e começa a ter visões de Ba’al, um demônio que assombra seu filho.

American Horror Stories: Ba’al (2021) | Critica

critica American Horror Stories Ba'al

Finalmente, o quinto episódio ‘Ba’al‘ de American Horror Stories, conseguiu mostrar alguma coisa realmente boa para esse derivado da série. Estrelado por Billie Lourd, o episódio meio que resgatou uma ideia usada na terceira temporada da série ‘Ameriican Horror Story: Coven‘, porém, aprimorada. Também possui referencias ao ‘O Bebê de Rosemary‘.

critica American Horror Stories Ba'al

O episódio é bem carregado, talvez seja o mais sério até agora, acompanhamos uma personagem tentando ser mãe a todo custo e as consequências disso. A trama é bem densa, não existe muita pressa para contar a história, tudo é feito para que a gente sinta a maior empatia possivel com a protagonista, e passamos junto com por todo esse processo.

critica American Horror Stories Ba'al

O que mais surpreende são as muitas reviravoltas, que funcionam muito e justificam alguns acontecimentos estranhos até ali. A maquiagem, assim como o efeito pratico do episódio esta impecável, sem falar das atuações que estão bem superiores aos anteriores.

Esse episódio foi o melhor até agora, mesmo ainda não sendo perfeito, ainda sim se sai bem na sua proposta, entrega boas atuações, uma história envolvente e que até surpreende.

critica American Horror Stories Ba'al

critica American Horror Stories Ba'al

critica American Horror Stories Ba'al