Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2020 | Bacurau lidera as indicações, confira

O Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2020 teve a sua lista completa de indicados divulgada nesta quinta-feira, dia 27 de agosto. Esta é a 19ª edição do premio, que acontece no dia 10 de outubro e vai ser transmitido pela TV Cultura. Bacurau, que foi um grande fenômeno ano passado, foi o filme com mais indicações, ao todo foram 17 nomeações em 15 categorias. O longa foi dirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles.

Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2020 | Bacurau lidera as indicações, confira

Assista os melhores filmes grátis por 30 dias no Telecine

Assistir Todo Mundo Odeia o Chris online

Os Melhores filmes de todos os tempos

Confira a lista com as indicações do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2020:

MELHOR LONGA-METRAGEM | FICÇÃO:
A Vida Invisível, de Karim Aïnouz
Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles
Divino Amor, de Gabriel Mascaro
Hebe: A Estrela do Brasil, de Maurício Farias
Simonal, de Leonardo Domingues

MELHOR LONGA-METRAGEM | DOCUMENTÁRIO:
Alma Imoral, de Silvio Tendler
Amazônia Groove, de Bruno Murtinho
Bixa Travesty, de Claudia Priscilla e Kiko Goifman
Estou me Guardando Para Quando o Carnaval Chegar, de Marcelo Gomes
O Barato de Iacanga, de Thiago Mattar

MELHOR LONGA-METRAGEM | COMÉDIA:
Cine Holliúdy 2: A Chibata Sideral, de Halder Gomes
De Pernas Pro Ar 3, de Julia Rezende
Eu Sou Mais Eu, de Pedro Amorim
Maria do Caritó, de João Paulo Jabur
Minha Mãe é uma Peça 3, de Susana Garcia
Socorro, Virei uma Garota!, de Leandro Neri

MELHOR LONGA-METRAGEM | INFANTIL:
Cinderela Pop, de Bruno Garotti
Sobre Rodas, de Mauro D’Addio
Turma da Mônica – Laços, de Daniel Rezende

MELHOR LONGA-METRAGEM | ANIMAÇÃO:
A Cidade dos Piratas, de Otto Guerra
A Princesa de Elymia, de Silvio Toledo
Tito e os Pássaros, de Gustavo SteinbergGabriel Bitar e André Catoto

MELHOR DIREÇÃO:
Daniel Rezende, por Turma da Mônica – Laços
Flavia Castro, por Deslembro
Gabriel Mascaro, por Divino Amor
Karim Aïnouz, por A Vida Invisível
Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, por Bacurau

MELHOR PRIMEIRA DIREÇÃO DE LONGA-METRAGEM:
Alexandre Moratto, por Sócrates
Armando Praça, por Greta
Claudia Castro, por Ela Disse, Ele Disse
Dennison Ramalho, por Morto Não Fala
Leonardo Domingues, por Simonal

MELHOR ATRIZ:
Andrea Beltrão, por Hebe: A Estrela do Brasil
Bárbara Colen, por Bacurau
Carol Duarte, por A Vida Invisível
Dira Paes, por Divino Amor
Julia Stockler, por A Vida Invisível

MELHOR ATOR:
Daniel de Oliveira, por Morto Não Fala
Fabrício Boliveira, por Simonal
Gregorio Duvivier, por A Vida Invisível
Marco Nanini, por Greta
Silvero Pereira, por Bacurau

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE:
Alli Willow, por Bacurau
Bárbara Santos, por A Vida Invisível
Fernanda Montenegro, por A Vida Invisível
Karine Teles, por Bacurau
Sonia Braga, por Bacurau

MELHOR ATOR COADJUVANTE:
Antonio Saboia, por Bacurau
Caco Ciocler, por Simonal
Chico Diaz, por Cine Holliúdy 2: A Chibata Sideral
Flávio Bauraqui, por A Vida Invisível
Julio Machado, por Divino Amor

MELHOR DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA:
Azul Serra, por Turma da Mônica – Laços
Bárbara Alvarez, por A Sombra do Pai
Hélène Louvart, por A Vida Invisível
Heloisa Passos, por Deslembro
Nonato Estrela, por Kardec
Pedro Sotero, por Bacurau

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL:
Bacurau, escrito por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles
Deslembro, escrito por Flavia Castro
Divino Amor, escrito por Gabriel MascaroRachel EllisEsdras Bezerra e Lucas Paraizo
Hebe: A Estrela do Brasil, escrito por Carolina Kotscho
Los Silencios, escrito por Beatriz Seigner

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO:
A Alma Imoral, escrito por Silvio Tendler e Nilton Bonder
A Vida Invisível, escrito por Karim Aïnouz e Inés Bortagaray
Carcereiros – O Filme, escrito por Marçal AquinoFernando BonassiDennison Ramalho e Marcelo Starobinas
Greta, escrito por Armando Praça
Minha Fama de Mau, escrito por L.G. BayãoLui Farias e Letícia Mey
Turma da Mônica – Laços, escrito por Thiago Dottori

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE:
A Vida Invisível, por Rodrigo Martirena
Bacurau, por Thales Junqueira
Kardec, por Claudio Amaral Peixoto e Helcio Pugliese
Simonal, por Yurika Yamazaki
Turma da Mônica – Laços, por Cassio Amarante e Mariana Falvo

MELHOR FIGURINO:
A Vida Invisível, por Marina Franco
Bacurau, por Rita Azevedo
Hebe: A Estrela do Brasil, por Antônio Medeiros
Kardec, por Kika Lopes e Rosangela Nascimento
Simonal, por Kika Lopes

MELHOR MAQUIAGEM:
A Vida Invisível, por Rosemary Paiva
Bacurau, por Tayce Vale
Hebe: A Estrela do Brasil, por Simone Batata
Kardec, por Anna Van Steen
Morto Não Fala, por Britney Federline
Simonal, por Rose Verçosa

MELHOR EFEITO VISUAL:
Bacurau, por Mikaël Tanguy e Thierry Delobel
Carcereiros – O Filme, por Hugo GurgelGuilherme Ramalho e Eduardo Schaal
Kardec, por Claudio Peralta
Morto Não Fala, por Guilherme Ramalho
Turma da Mônica – Laços, por Marco Prado

MELHOR MONTAGEM | FICÇÃO:
A Vida Invisível, por Heike Parplies
Bacurau, por Eduardo Serrano
Greta, por Karen Harley
Simonal, por Pedro Bronz e Vicente Kubrusly
Turma da Mônica – Laços, por Marcelo Junqueira e Sabrina Wilkins

MELHOR MONTAGEM | DOCUMENTÁRIO:
Amazônia Groove, por Bruno Murtinho
Bixa Travesty, por Olivia Brenga
Estou me Guardando para Quando o Carnaval Chegar, por Karen Harley
Fevereiros, por Diana Vasconcelos
Meu Amigo Fela, por Isabel Castro
Torre das Donzelas, por Célia Freitas e Paulo Mainhard

MELHOR SOM:
A Vida Invisível, por Laura ZimmermanWaldir Xavier e Björn Wiese 
Bacurau, por Nicolas HalletRicardo Cutz e Cyril Holtz
Kardec, por Evandro LimaTomás AlemBernardo UzedaRodrigo Noronha e Gustavo Loureiro
Simonal, por Marcel CostaAlessandro LarocaEduardo VirmondArmando Torres Jr. e Renan Deodato
Turma da Mônica – Laços, por Jorge RezendeMiriam BidermanToco Cerqueira e Reilly Steele

MELHOR TRILHA SONORA:
A Vida Invisível, por Benedikt SchieferGuilherme Garbato e Gustavo Garbato
Bacurau, por Mateus Alves e Tomaz Alves
Bixa Travesty , por Linn da Quebrada
O Juízo, por Antonio Pinto
Simonal, por Wilson Simoninha e Max de Castro

MELHOR FILME INTERNACIONAL:
Cafarnaum (Capernaum), de Nadine Labaki (Líbano)
Coringa (Joker), de Todd Phillips (EUA)
Dor e Glória (Dolor y Gloria), de Pedro Almodóvar (Espanha)
Era uma Vez em… Hollywood (Once Upon a Time in Hollywood), de Quentin Tarantino (EUA)
Parasita (Gisaengchung), de Bong Joon-Ho (Coreia do Sul)

MELHOR LONGA-METRAGEM IBERO-AMERICANO:
A Odisseia dos Tontos (La Odisea de los Giles), de Sebastián Borensztein (Argentina/Espanha)
As Filhas do Fogo (Las Hijas del Fuego), de Albertina Carri (Argentina)
Família Submersa (Familia Sumergida), de Maria Alché (Argentina/Brasil)
O Tradutor (Un traductor), de Rodrigo Barriuso e Sebastián Barriuso (Cuba/Canadá)
Vermelho Sol (Rojo), de Benjamin Naishtat (Argentina/Brasil)

MELHOR CURTA-METRAGEM | FICÇÃO:
Alfazema, de Sabrina Fidalgo (RJ)
Angela, de Marília Nogueira (MG)
Baile, de Cíntia Domit Bittar (SC)
, de Ana Flavia Cavalcanti e Julia Zakia (SP)
Sem Asas, de Renata Martins (SP)

MELHOR CURTA-METRAGEM | DOCUMENTÁRIO:
Amnestia, de Susanna Lira (RJ)
Extratos, de Sinai Sganzerla (SP)
Fartura, de Yasmin Thayná (RJ)
Olhos D´Água, de Daniela Thomas (RJ)
Viva Alfredinho!, de Roberto Berliner (RJ)

MELHOR CURTA-METRAGEM | ANIMAÇÃO:
Apneia, de Carol Sakura e Walkir Fernandes (PR)
Céu da Boca, de Amanda Treze (SP)
Poética de Barro, de Giuliana Danza (MG)
Ressurreição, de Otto Guerra (RS)
Só Sei que Foi Assim, de Giovanna Muzel (RS)

MELHOR SÉRIE ANIMAÇÃO TV PAGA/ OTT:
Bobolândia Monstrolândia (1ª temporada) (Nickelodeon e TV Cultura)
Charlie, o Entrevistador de Coisas (1ª temporada) (Discovery Kids)
Lupita no Planeta de Gente Grande (1ª temporada) (TV Brasil e TV Cultura)
Turma da Mônica Jovem (1ª temporada) (Cartoon Network)
Zuzubalândia (1ª temporada) (Cartoon Network, Boomerang e Tooncast América Latina)

MELHOR SÉRIE DOCUMENTÁRIO TV PAGA/OTT:
#OFuturoÉFeminino (1ª temporada) (GNT)
1968 – O Despertar (1ª temporada) (Canal Curta)
Bandidos na TV (1ª temporada) (Netflix)
Diálogo Sobre o Cinema (1ª temporada) (Cine Brasil TV)
Quebrando o Tabu (2ª temporada) (GNT)

MELHOR SÉRIE FICÇÃO TV PAGA/ OTT
Aruanas (1ª temporada) (Globoplay)
Coisa Mais Linda (1ª temporada) (Netflix)
Detetives do Prédio Azul (DPA) (12ª temporada) (Gloob)
Sessão de Terapia (4ª temporada) (Globoplay e GNT)
Sintonia (1ª temporada) (Netflix)

MELHOR SÉRIE FICÇÃO TV ABERTA
Carcereiros (2ª temporada) (Globo)
Cine Holliúdy (1ª temporada) (Globo)
Elis – Viver é Melhor que Sonhar (1ª temporada) (Globo)
Segunda Chamada (1ª temporada) (Globo)
Sob Pressão (3ª temporada) (Globo)