CEO da Disney anuncia mudança de estratégia: Foco em continuações e franquias

Bob Iger Revela Novos Rumos para a Disney: Ênfase em Sequências e Franquias Reconhecidas

Em resposta aos desafios enfrentados pela Disney no cenário cinematográfico, o CEO Bob Iger anunciou uma mudança estratégica durante uma reunião com acionistas. A empresa agora está priorizando continuações e franquias já estabelecidas, buscando consolidar seu público e garantir o sucesso nas bilheterias.

Adaptação à Demanda do Público: Estratégia da Disney para o Futuro

Em um ambiente onde o público busca familiaridade e conexão com as narrativas, a Disney está seguindo a tendência de investir em sagas e franquias conhecidas. Bob Iger ressaltou que, diante da necessidade de atrair mais assinantes para sua plataforma de streaming, é estratégico orientar os lançamentos em direção a universos já reconhecidos pelo público.

Mudanças Drásticas: Redução de Lançamentos e Foco na Qualidade

Como parte dessa mudança de abordagem, a Disney está reduzindo o volume de lançamentos, especialmente na Marvel Studios, buscando manter um padrão de qualidade elevado em suas produções. Essa decisão reflete o reconhecimento de que uma estratégia mais seletiva pode gerar um aumento no interesse do público e, consequentemente, melhores resultados financeiros.

Exemplos Práticos da Nova Estratégia: Moana nos Cinemas e Deadpool 3

A nova diretriz da Disney já está sendo colocada em prática, como evidenciado pelo anúncio repentino da transformação da série Moana em um filme para os cinemas. Além disso, a Marvel Studios lançará apenas um filme em 2024, o aguardado Deadpool 3, como parte dos esforços para reduzir lançamentos e manter o foco na excelência.

Expectativas para o Futuro: Franquias Estabelecidas e Novos Lançamentos

Bob Iger também deu uma prévia dos lançamentos planejados para os próximos anos, destacando títulos como Capitão América: Admirável Mundo Novo, Quarteto Fantástico, Zootopia 2 e Avatar 3. Essa abordagem estratégica visa garantir um futuro promissor para a Disney, mesmo diante de desafios recentes e mudanças significativas no mercado cinematográfico.




Reply

Deixe uma resposta