Escândalo de gastos extravagantes: Bolsonaro gastava R$ 8 mil por dia com assessores

Os números estão em alta e as cifras impressionam! Nos últimos quatro meses, os assessores do ex-presidente Jair Bolsonaro deixaram um rastro de gastos astronômicos, totalizando uma fatura chocante de pelo menos R$ 974 mil para a Presidência. Isso significa uma média absurda de R$ 8,1 mil por dia! Prepare-se para descobrir os detalhes dessa extravagância financeira.

Lula diminui preços das passagens aéreas com queda de até 25% em pouco tempo de governo

Sergio Moro comete crime ao procurar delegado da PF para obter informações dos filhos de Lula

Bolsonaro é humilhado com xingamentos e objetos arremessados por torcedores do São Paulo no Morumbi

Bolsonaro lidera o ranking dos gastos presidenciais

Quando se trata de despesas com segurança e equipe, Bolsonaro não economiza. Ele ocupa o primeiro lugar entre os ex-presidentes, deixando seus antecessores na poeira. Durante o período de janeiro a abril deste ano, as contas foram somadas, incluindo diárias, passagens e salários da equipe dos ex-presidentes. E o resultado foi surpreendente.

Uma média exorbitante que impressiona

Os números falam por si mesmos. Com uma média diária de gastos de R$ 8,1 mil, Bolsonaro não hesita em abrir os cofres. Comparado aos demais ex-presidentes, ele supera qualquer expectativa. Os valores exorbitantes revelam um padrão de vida luxuoso, onde nenhum detalhe é poupado.

Descubra o ranking dos gastos presidenciais

Preparamos uma lista exclusiva dos ex-presidentes e seus respectivos gastos. Descubra quem está no topo e quem ocupa as posições abaixo.

  • Jair Bolsonaro: O campeão dos gastos extravagantes No período analisado, Bolsonaro desembolsou uma quantia impressionante de R$ 974 mil, deixando claro que seu estilo de vida é cercado por luxo e excessos.
  • Fernando Collor: Na sombra de Bolsonaro Com gastos totalizando R$ 458 mil, Fernando Collor figura na segunda posição do ranking, porém ainda muito distante das cifras estratosféricas de Bolsonaro.
  • Dilma Rousseff: A terceira colocada Dilma Rousseff não fica muito atrás, com despesas que atingem a marca de R$ 371 mil. Seu lugar no pódio é inegável, mas não se compara à grandiosidade de Bolsonaro.
  • Michel Temer: Um lugar no ranking Na quarta posição, Michel Temer acumulou gastos de R$ 310 mil. Embora seja um valor considerável, ainda está longe da extravagância do líder da lista.
  • José Sarney: No meio do caminho José Sarney segue na quinta posição, com um total de R$ 246 mil em despesas. Seus gastos são significativos, mas não conseguem competir com a grandiosidade de Bolsonaro.
  • Fernando Henrique Cardoso: O último colocado Fechando a lista, Fernando Henrique Cardoso registrou gastos de R$ 210 mil. Embora seja o último da fila, não se pode negar que ainda estamos falando de uma quantia considerável.

Escândalo de corrupção! Assessores de Bolsonaro presos

Além dos gastos astronômicos, o escândalo ganha contornos ainda mais sombrios. A Polícia Federal entrou em ação e quatro assessores de Bolsonaro, todos militares, acabaram atrás das grades. Mauro Cid, Max Guilherme, Sérgio Cordeiro e Marcelo Câmara são suspeitos de envolvimento em fraudes relacionadas aos dados de vacinação contra a Covid. O caso chocou a nação e colocou em xeque a integridade do ex-presidente.

Prepare-se para mais revelações bombásticas sobre os gastos exorbitantes de Bolsonaro e as consequências desse escândalo que abala o país. Fique ligado em nossas próximas atualizações!




Reply

Deixe uma resposta