Policia Federal descobre novas provas contra Carlos Bolsonaro que pode ser o próximo a ser preso

O cerco em torno do clã Bolsonaro continua a se apertar, e o mais recente alvo é o vereador Carlos Bolsonaro, também conhecido como Carluxo, segundo um artigo do jornalista Chico Otávio publicado no Globo nesta quinta-feira. O artigo apresenta evidências de um esquema de “rachadinha” (desvio de verbas de salários de servidores) no gabinete do vereador, que foi descoberto pela equipe do Laboratório de Tecnologia de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro do Ministério Público do Rio (MP-RJ).

Prevendo que vai ser preso, Bolsonaro chora e tenta se vitimizar ao vivo

URGENTE: Polícia Federal faz busca na casa de Bolsonaro e prende ex-assessor

Sikêra Jr. quebra silêncio e culpa Bolsonaro por ter sido demitido da RedeTV!

Jorge Luiz Fernandes, chefe de gabinete de Carlos Bolsonaro desde 2018, recebeu um total de R$ 2,014 milhões em créditos de contas de outros seis servidores nomeados pelo filho “zero dois” do ex-presidente Jair Bolsonaro. Essa movimentação financeira é a prova mais forte obtida pela 3ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Especializada na investigação sobre a suspeita de rachadinha no gabinete de Carlos na Câmara Municipal.

O jornalista também descobriu que Fernandes usou contas pessoais para pagar despesas do filho “zero dois”, o que levanta dúvidas sobre se os pagamentos foram regulares ou apenas eventuais. A 3ª Promotoria está investigando para descobrir se Carlos se beneficiou diretamente do desvio dos salários de seus servidores, o que pode tornar a situação ainda mais grave para ele e sua família.

 




Reply

Deixe uma resposta