Bolsonarista que fez live sentado na cadeira de Moraes durante invasão ao STF é preso pela PF

Na manhã desta quarta-feira (27), a Polícia Federal surpreendeu a nação ao efetuar a prisão de Aildo Francisco Lima, um fervoroso apoiador do ex-presidente Jair Bolsonaro. Lima ganhou notoriedade ao realizar uma transmissão ao vivo enquanto estava sentado na cadeira do ministro Alexandre de Moraes durante a chocante invasão e depredação do prédio do Supremo Tribunal Federal (STF) durante os atos de 8 de janeiro. A ação policial é parte da 17ª fase da Operação Lesa Pátria.

Nesta operação, foram cumpridos três mandados de prisão e dez mandados de busca e apreensão em diversos estados do Brasil, incluindo São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Goiás. Além de Aildo Francisco Lima, Basília Batista, que já havia sido detida no dia dos atos golpistas, foi novamente presa em São Paulo.

Os investigados nesta nova fase da operação enfrentam uma série de acusações graves, que incluem possível envolvimento em crimes como abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bens especialmente protegidos. A prisão de Lima marca um importante desenvolvimento nas investigações sobre os eventos que abalaram o país em janeiro deste ano.




Reply

Deixe uma resposta