Festival de Cinema de Veneza 2020: Principais destaques

Hoje chegou ao fim o Festival de Cinema de Veneza 2020, que para muitos dos presentes, representou um salto na qualidade das produções em comparação ao festival de Sundance. Veneza destacou em sua maioria dos filmes independentes, e não tiveram filmes de grandes estúdios como Coringa. O destaque do festival foi o longa Nomadland, estrelado por Frances McDormand e com direção de Chloe Zhao.

Festival de Cinema de Veneza 2020: Principais destaques

Os Melhores filmes de todos os tempos

Dicas de Filmes de terror antigos

Filmes LGBT: Lista de melhores filmes com a temática

Outro filme que foi bem recebido pelos críticos no festival foi The Duke, estrelado por Helen Mirren e Jim Broadbent, uma comédia dramática de Roger Michell.

Mas sem dúvida o que muitos estavam esperando que surpreendesse e surpreendeu, foi a estreia de Regina King na direção, com o drama One Night in Miami, que imagina uma noite com ícones como Munhammad Ali, Malcolm X, Sam Cooke e Jim Brown, se reunindo para discutir sobre os seus papeis no movimento pelos direitos civis. Além de ser bastante elogiado, o filme também entra para a história como o primeiro com uma diretora afro-americana a ser exibido no festival.

Quo Vadis, Aida da diretora Jasmila Zbanic também chamou atenção dos críticos. A cineasta bósnia é conhecida por Grbavica e On The Path. O longa exibido no festival é sobre o massacre de Srebrenica.

Apples, foi o drama grego do diretor Christos Nikou a ser exibido no primeiro dia do festival, e foi bem recebido por muitos.

A atriz Vanessa Kirby se destacou com duas atuações nos filmes Pieces Of A Woman e The World To Come, recebendo elogios pelos dois filmes que estavam em exibição no festival.

Outros filmes que também chamaram atenção foram The Man Who Sold His Skin de Kaouther Ben Hania, Dear Comrades de Andrei Konchalovsky, And Tomorrow The Entire World de Julia von Heinz e Final Account de Luke Holland.

Muitos documentários também foram destaque como o de Greta Thunberg, intitulado I Am Greta da Hulu. Salvatore: Shoemaker of Dreams, de Luca Guadagnino também chamou atenção, assim como City Hall, de Frederick Wiseman.

Reply