Ratinho é alvo de processo por comentários homofóbicos na TV

Polêmica explode após declarações ofensivas sobre a Parada do Orgulho LGBTQIA+

Na semana passada, Ratinho causou grande repercussão ao criticar a Parada do Orgulho LGBTQIA+ e chamá-la de “carnaval dos infernos” durante seu programa no SBT. O apresentador disparou: “Como é aquele negócio lá? A parada gay… queria pedir, vai fazer lá no sambódromo, a bagunça lá domingo, vai lá no sambódromo gente, lá você fica pelado e faz o que você quiser”.

filmes de jake gyllenhaal

Elenco de That ’90s Show

vulcão whakaari

Queer Eye Brasil

Ele continuou: “Deixa a Avenida Paulista para família, pra ir lá brincar com as crianças, deixa a Avenida Paulista para as famílias, vai na parada gay lá no diabo do sambódromo, lá pode, porque na minha opinião, a parada gay é um outro carnaval”.

Após suas declarações homofóbicas, a Associação LGBTQIA+ de São Paulo, representada pelo deputado estadual Agripino Magalhães Júnior (MDB), anunciou ao Metrópoles que entrará com um processo contra Ratinho por homofobia.

“Vou processá-lo por LGBTfobia, que é crime de racismo, e agora se tornou de injúria racial, de 1 a 5 anos [de prisão]. [Vou processá-lo por] Incitação ao ódio e propagação de ofensas contra os direitos da população LGBTI+. LGBTIfóbico, criminoso, ignorante e preconceituoso a fala contra a população LGBTQI+, e outras barbaridades. Somente através da Justiça podemos combater o ódio, preconceitos e retrocessos como essas tais falas e pregações”, afirmou o deputado estadual.

O advogado Angelo Carbone, representante da associação, declarou: “Devo entrar com uma ação penal relacionada a esse fato e pedindo que ele (Ratinho) se abstenha de falar qualquer coisa sobre os LGBTs, o mais breve possível, na segunda ou terça-feira.”




Reply

Deixe uma resposta