MC Marcinho, ícone do Funk carioca, morre aos 45 anos enquanto aguardava transplante cardíaco

Neste sábado (26), o cenário musical brasileiro sofreu uma grande perda com a morte do renomado cantor e compositor MC Marcinho, um dos pioneiros do funk carioca. Aos 45 anos, o artista deixa um legado inegável, embora sua batalha contra doenças crônicas tenha sido uma constante ao longo de mais de uma década.

Hospital confirma a morte de MC Marcinho

O hospital Copa D’Or, localizado no Rio de Janeiro, confirmou o óbito do músico por meio de sua assessoria de imprensa. MC Marcinho havia sido internado em 27 de junho e sua condição delicada estava relacionada a problemas cardíacos, o que o levou a entrar na lista de espera por um transplante de coração. Sua sobrevivência dependia do auxílio de um coração artificial durante o período de espera.

Legado musical e sucessos marcantes

O legado artístico de MC Marcinho é indiscutível, sendo alguns de seus maiores sucessos as marcantes músicas “Glamurosa”, “Princesa” e “Garota Nota 100”. Essas faixas não apenas conquistaram os ouvidos do público, mas também contribuíram para moldar a cena musical do funk carioca.

Homenagens nas redes sociais

A notícia do falecimento reverberou nas redes sociais, com a equipe de Marcinho utilizando essas plataformas para expressar que a memória do artista permanecerá viva nos corações de seus admiradores e fãs.

Detalhes sobre despedida a aguardar

Até o momento, não foram divulgadas informações referentes ao cerimonial de despedida e enterro do saudoso músico, deixando muitos de seus seguidores aguardando por mais detalhes sobre como prestar suas últimas homenagens ao legado deixado por MC Marcinho.




Reply

Deixe uma resposta