Filhos de Bolsonaro se revoltam com decisão do TSE

Manifestações incendiárias: Filhos de Bolsonaro reagem à decisão do TSE e defendem o ex-presidente

A polêmica está no ar! Os filhos de Jair Bolsonaro não pouparam críticas à decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que considerou o pai inelegível. Flávio (PL-RJ) não hesitou em classificar o julgamento da corte como “parcial” e afirmou que o ex-presidente foi “injustiçado”.

Revoltado, Bolsonaro da entrevista em tom de indignação após saber que ficou inelegível pelo TSE

URGENTE: Jair Bolsonaro é condenado pelo TSE e está inelegível até 2030

José de Abreu exige prisão de Roger do Ultraje a Rigor após investigação do TSE sobre Bolsonaro: “Cadeia”

Em suas redes sociais, o senador expressou sua indignação e declarou: “O TSE deu a Bolsonaro hoje uma vitória moral! Ficou evidente para todos os brasileiros que ele é uma pessoa de caráter, que não merecia e não tinha base legal para ser alvo de INJUSTIÇA. Um julgamento parcial e motivado por interesses pessoais. Seguiremos firmes para resgatar o Brasil das garras sujas do PT”.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP) também se pronunciou em defesa do pai. Através do Instagram, ele afirmou que “o sonho continua mais vivo do que nunca” e ressaltou que “no final, vence aquele que consegue suportar mais a dor”.

“Não é na glória que descobrimos nossa verdadeira força, mas nas adversidades. No fim, vence aquele que é capaz de suportar mais a dor. Não se esqueçam de quem venceu o mundo em uma cruz, cuja mensagem persiste até hoje. Não somos perfeitos, mas somos autênticos, e nosso sonho continua mais vivo do que nunca. BRASIL ACIMA DE TUDO! DEUS ACIMA DE TODOS!”, escreveu o deputado.

O vereador Carlos Bolsonaro (PL) também não ficou calado e utilizou seus stories do Instagram para criticar a decisão, compartilhando uma captura de tela com a frase: “pela primeira vez, um ex-presidente se torna inelegível sem praticar corrupção”. Além disso, ele publicou uma foto ao lado do pai em seu feed na rede social, mostrando apoio inabalável.

A corte eleitoral tornou o ex-presidente inelegível na sexta-feira (30) por cinco votos a dois. A condenação ocorreu devido ao abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação oficiais durante uma reunião com embaixadores estrangeiros no Palácio da Alvorada, em julho de 2022, quando foram divulgadas notícias falsas sobre o sistema eleitoral.

Filhos de Bolsonaro

Filhos de Bolsonaro




Reply

Deixe uma resposta