Mulher é presa por racismo durante exibição de filme sobre Bob Marley em Santa Catarina

Uma cena chocante de racismo marcou uma sessão do filme “One Love”, sobre a vida de Bob Marley, em um shopping de Balneário Camboriú, Santa Catarina. Uma mulher foi detida em flagrante após proferir comentários racistas durante a exibição, após ser denunciada por outro cliente do cinema. Os detalhes foram reportados pelo jornal O Globo.

Testemunho perturbador

O incidente começou quando um casal que assistia ao filme ao lado de um rapaz e sua amiga começou a olhá-los de forma hostil. Em um vídeo, o rapaz descreveu a situação: “Ontem, fui ao cinema com minha amiga. Quando entramos e nos sentamos, o casal ao nosso lado esquerdo começou a nos olhar de maneira estranha. A mulher nos olhou de forma diferente e, de repente, disse: ‘Olha só! Nossa, que engraçado, antes não tinha negros no cinema, hoje tem tantos negros’.”

Intolerância em destaque

Apesar das perguntas e reprovações do rapaz e de sua amiga, a mulher continuou a fazer comentários ofensivos. “Ela disse: ‘Antigamente não tinha negros no cinema, hoje tem’. Eu respondi: ‘Então você está sugerindo que pessoas negras não podem frequentar o cinema? É isso?’. No final, ela disse: ‘Entenda como quiser'”, relatou a vítima.

Ação e justiça

Diante da situação, o rapaz procurou a Polícia Militar após orientação da Polícia Civil. A mulher foi presa e levada para a delegacia. Segundo a PM, ela admitiu os comentários e pediu desculpas, alegando não ter tido intenção de ofender. No entanto, diante da gravidade do ocorrido, as autoridades agiram conforme a lei.

Esse triste episódio destaca a importância contínua da luta contra o racismo e da promoção de um ambiente de inclusão e respeito mútuo em todas as esferas da sociedade.




Reply

Deixe uma resposta