“fome é doença que não dói aos olhos de quem não a sente” diz Lula

Lula participou de um evento neste sábado (19), o assentamento Eli Vive, do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem terra (MST) em Londrina, que fica no interior do Paraná. Lá ele discursou sobre questões importantes para os trabalhadores e a situação atual do País. Lula participou da ‘Jornada de Solidariedade: Rumo aos Comitês Populares’, segundo o partido é uma retomada do trabalho de base.

Sobre o momento atual do país, Lula disse: “Nosso país foi submetido a um processo de destruição. A Petrobras era uma empresa excepcional. Nós temos petróleo autossuficiente, o que não temos são refinarias, porque pararam de fazer. E agora temos 392 empresas importando gasolina dos EUA, pagando em dólar”

“A fome é uma doença que não dói aos olhos de quem não a sente. É uma das coisas mais bárbaras que a humanidade deixou acontecer, porque temos capacidade de produzir alimentos para todos, mas são 19 milhões de pessoas passando fome no Brasil e 116 milhões com comida insuficiente” disse Lula.