Bolsonarista Daniel Silveira é condenado pelo STF

O relator do caso, Alexandre Moraes, condenou o deputado Daniel Silveira por ameaças contra ministros da corte e defendeu pena de 8 anos e 9 meses de prisão, com regime fechado e também a perda do mandato como dos direitos políticos.

O ministro Nunes Marques votou pela absolvição de Daniel Silveira, o ministro que é indicado de Jair Bolsonaro a corte, falou que as palavras de Silveira foram “chulas e desonrosas” mas que não configuram “crime contra a segurança nacional”.

Nunes Marques avaliou dizendo: “Não está a instigar qualquer pessoa a fechar o Supremo Tribunal Federal ou o Tribunal Superior Eleitoral. Faz duras críticas sobre decisões tomadas por ambas as Cortes, mas não verifico qualquer afirmativa que possa ser considerada instigar crime ou ameaça grave com fim de impedir o exercício dos poderes constitucionais”