Após espalhar fake news, Amado Batista pede desculpa a Lula e sua Família

O cantor, Amado Batista teve que pedir desculpas a Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha, filho de Luiz Inácio Lula da Silva, depois de uma queixa-crime por injúria. Ambos entraram em um acordo no TJ-PE, Tribunal de Justiça de Pernambuco. Amado Batista pediu desculpas a Lulinha por atribuir a ele graves ofensas e por afirmações de que ele teria enriquecido de forma ilícita.

audiencia da tv

resenha critica

bastidores da tv

tudo tv

Últimas noticias

resumo das novelas

Noticias dos famosos

“Apesar de ter dito que Fábio Luís Lula da Silva seria latifundiário e dono de cabeças de gado no Mato Grosso e no Pará, reconheço que essa Informação chegou ao meu conhecimento a partir de meros boatos irresponsavelmente difundidos na sociedade” disse Amado Batista, relato publicado na coluna de Monica Bergamo.

Amado Batista afirmou em uma entrevista a uma rádio, dizendo que Lula e seus filhos praticaram roubo durante os governos petistas.

“Antes do Bolsonaro, o dinheiro brasileiro era investido para ajudar países comunistas”, afirmou o apresentador Magno Martins, que disse citar o ministro do Turismo, Gilson Machado. Amado acrescentou: “Além de roubar pra caramba, né? Além de ter roubado pra caramba. Existem pessoas que eram pobres antes do comunismo aqui, antes da esquerda, e que estão milionários hoje” disse o cantor.

Leia, abaixo, a íntegra do pedido de desculpas de Amado Batista a Lulinha:

“Eu, AMADO RODRIGUES BATISTA, cantor e empresário, venho, publicamente, RETRATAR-ME de ofensas e expressões iniustamente proferidas contra FÁBIO LUIS LULA DA SILVA em entrevista concedida ao jornalista Magno Martins no dia 28 de maio de 2021, publicada na rede social YouTube e com repercussão em diversos veículos de comunicação.

PEÇO DESCULPAS a FÁBIO LUÍS LULA DA SILVA pela forma injusta com que lhe atribuí graves ofensas, bem como admito que foram equivocadas minhas afirmações de que teria enriquecido de forma ilícita.

Apesar de ter dito que FÁBIO LUÍS LULA DA SILVA seria latifundiário e dono de cabeças de gado no Mato Grosso e no Pará, RECONHEÇO que essa informação chegou ao meu conhecimento a partir de meros boatos irresponsavelmente difundidos na sociedade.

Assim, venho me RETRATAR formalmente das expressões utilizadas na entrevista, pois nunca tive evidências que comprovassem o que foi dito.”