The Morning Show (Série, 2019): Primeiras Impressões

The Morning Show (2019) – Primeiras Impressões

O primeiro episódio de “The Morning Show” trás uma narrativa bem lenta para quem esta acostumado com as séries mais frenéticas que estão sendo lançadas atualmente. A história abordada é bem atual, sobre um presentador de jornal matutino, Mitch Kessler (Steve Carell) que é demitido por se envolver em um escândalo sexual, porém a série não acompanha esse personagem e sim a sua companheira de programa Alex Levy (Jennifer Aniston) que precisa saber como vai contornar essa situação.

The Morning Show

Tudo fica de fato interessante quase chegando no final do episódio, quando é colocado a personagem Bradley Jackson (Reese Witherspoon) ao lado de Alex Levy, as duas sabem como funcionam o meio onde trabalham e tudo que acontece nos bastidores, porém, a personagem Bradley é mais ingênua por não “dançar conforme a música” como Alex faz, e o pequeno empate entre elas, mesmo que bem sutil, é colocado de uma forma com que Bradley e até quem assisti entenda por onde ela deve ir para ter sucesso.

The Morning Show

Critica | Doutor Sono (2019): Pega os fãs pelas referências mas esquece que é um filme de terror

Critica | Dora e a Cidade Perdida (2019): Uma aventura explorativa básica que deve agradar o público infantil

Critica | O Rei (The King, 2019): Ótima produção, mas peca pelo ritmo e desenvolvimento dos personagens

The Morning Show

Questões levantadas sobre as redes sociais e como as pessoas usam a informação e fazem o que querem com ela, é um ponto forte no episódio, o tema fake news é presente durante toda a narrativa.

O questionamento sobre o que as pessoas precisam, o que de fato da audiência, tudo muito atual. É dito durante o episódio que as pessoas tem informação quando querem todo dia na palma da mão, na tv, elas querem além de informação, elas querem entretenimento, uma válvula de escape, por que a verdade chega nas pessoas como elas querem e não importa a fonte.