Critica | Cadáver (The Possession of Hannah Grace) 2018 – Vale a pena?

Critica Cadáver

Critica Cadáver (The Possession of Hannah Grace) 2018 – Critica, Analise, Resenha do filme de possessão demoníaca estrelado por Shay Mitchell (Pretty Little Liars). Um filme com muita disposição pra pouco recurso, praticamente tudo se passa em um cenário, e todos os acontecimentos são bem orquestrados aproveitando cada momento e personagens a disposição da narrativa que só cresce ao longo do filme. Aqui no Audiencia da TV você encontra outros textos sobre filmes e series, lançamentos ou não, basta procurar na categoria “Resenha Critica“.

Cadáver (The Possession of Hannah Grace) – 2018

Critica Cadáver

A trama não é muito elaborada, o contexto geral é sobre Megan, um mulher que arranja um emprego noturno para se distrair e evitar que ela consuma seus vícios, que são causados pelo peso na consciência que ela tem de ter deixado seu parceiro de trabalho morrer em uma operação de rotina da policia e o contra ponto tem um pai que sobre por sua filha ter sido possuída e a unica maneira de livrar ela desse mal, é queimando seu corpo, e para isso ele tenta invadir o local onde Megan trabalha para então queimar o corpo e deixar sua filha descansar em paz.

Critica Cadáver

A protagonista estrelada pela atriz da série Pretty Little Liars, Shay Mitchell, não é tão boa atriz mas com o que ofereceram a ela, até que consegue mostrar de um jeito mais sutil como é alguém que sofre com uma culpa que atrapalha sua vida até hoje. Os demais personagens na sua maioria são caricatos mas nada tão destoante a ponto de prejudicar a história.

Critica Cadáver

O suspense é algo que funciona, mesmo a protagonista podendo ter apoio de quem trabalha no local, sentimos a sensação de insegurança a todo momento, que é aumentado ainda mais por conta dos corredores largos e longos, alem de ter as luzes que acendem automaticamente. Tem uma das cenas com essas luzes em que é possível notar que a luz em cima da personagem forma uma cruz invertida, logo apos o sangue dela ter caído em cima do corpo de Hannah.

Furos e Deus Ex Machina

cadaver

O CGI não é bom, o fogo falso é notável. Fora isso, acho que os únicos problemas reais foram alguns furos e um deus ex machina que não precisava. Como na cena em que a protagonista recebe uma ligação dizendo que o Pai de Hannah matou dois policiais e esta indo atras dela, e em seguida ele aparece literalmente atrás dela, isso não foi deixado claro em nenhum momento antes no filme, apenas com essa ligação de 5 segundos é que sabemos do ocorrido.

analise

Em alguns momentos em que o corpo saia de um lugar para o outro e Megan ia verificar, o corpo estava no mesmo local, sendo que a 5 segundos atrás o corpo estava no estacionamento. Tudo leva a crer que apenas o espirito do corpo esta se locomovendo e não o corpo em si mas isso não é deixado claro no filme.

analise

No geral, um filme acima da média, que tem clichês básicos de filme de terror, mas que sabe aproveitar bem o pouco tempo de filme, são 1h:25m no total mas cada minuto é aproveitado, existem filmes de 2h que não conseguem administrar bem o tempo como esse conseguiu.

Nota: 7/10