Critica | Anna – O Perigo Tem Nome (2019)

Critica | Anna – O Perigo Tem Nome (2019)

Critica: ‘Anna – O Perigo Tem Nome‘ poderia facilmente ter sido um excelente reboot de “As Panteras, moderno, atual e com coreografias de luta muito boas, a atriz Sasha Luss mostrou que não é apenas um rostinho bonito e entrega uma ótima performance. Embora no brasil o filme tenha esse subtitulo horrendo “O perigo tem nome“, não se deixe levar por ele, o filme é bem mais do que só mais um filme de ação genérico.

critica anna o perigo tem nome

Oficialmente, Anna Poliatova (Sasha Luss) é uma modelo famosa e muito requisitada pelas marcas de luxo ao redor do mundo, mas o maior segredo que esconde é que ela é uma das assassinas mais perigosas e bem treinadas da KGB. No entanto, Anna fará de tudo para se sentir liberta da repressão do governo russo.

critica anna o perigo tem nome

Critica | The Fanatic (2019) – Talvez o pior filme do ano

Critica | A Lenda de Golem (The Golem) – 2019

Critica | Amor em Obras (Falling Inn Love) – 2019

critica anna o perigo tem nome

A principio, o filme tem uma narrativa lenta que se concentra em apresentar a personagem e desenvolve-la, aparentemente as cenas inicias podem parecer boas e sem proposito algum mas logo percebemos o quanto de reviravoltas esse filme vai ter e a importância dessas cenas voltam a tona, por isso é preciso ter um pouco de paciência no inicio.

critica anna o perigo tem nome

Todas as reviravoltas são realmente surpreendentes, chega a um ponto do filme que comecei a pensar que tudo era um sonho de tanta reviravolta que estava acontecendo, mas o melhor é que todas fazem sentido e funciona perfeitamente na trama. O elenco esta ótimo, claro que alguns atores não conseguem se destacar tanto mas a protagonista Anna, vivida por Sasha Luss e Helen Mirren são as melhores coisas do filme.

critica anna o perigo tem nome

O clichê de usar a beleza a favor da profissão para seduzir e atacar o inimigo existe no filme mas não é gratuito, de fato a personagem usa isso mas tudo se justifica no final, as pontas soltas deixadas durante a narrativa são todas resolvidas no fim da jornada.